O Transtorno Bipolar

Atualizado: 24 de Jun de 2020


Transtorno Bipolar | Psiquiatra | Florianópolis
Transtorno Bipolar

O que é transtorno bipolar?

O transtorno bipolar (antigamente chamado de "doença maníaco-depressiva") é um distúrbio que causa mudanças extremas de humor e comportamento. O transtorno bipolar pode ter um componente genético.

Quais são os sintomas do transtorno bipolar?

As pessoas com transtorno bipolar têm períodos em que ficam dias ou meses no que chamamos de “mania”ou “hipomania” e outros períodos em que ficam em “depressão”. Quando o paciente fica em mania ou hipomania, ele fica parecendo feliz demais, muito expansivo ou irritado e com muita energia. Além disso, ele pode: - Ficar com raiva extrema rapidamente; - Ficar mais ativo do que o normal (falar demais, ficar mais agitado que o normal, ter sensação de pensamentos acelerados) - Ficar com a auto-estima muito elevada e sentir-se como se tivesse poderes especiais; - Sentir-se como se não precisasse dormir; - Fazer escolhas sem pensar (como usar drogas, fazer muitas compras que não pode pagar); - Fazer muitos planos e não os finalizar. - Em casos extremos, ouvir vozes e ter crenças fora da realidade.

Outras vezes, o paciente fica triste e deprimido durante a maior parte do dia, todos os dias. Quando seu humor é deprimido, o paciente também pode: - Perder ou ganhar muito peso; - Ter dificuldade em dormir ou dormir demais; - Sentir-se muito cansado; - Não sentir prazer nas coisas; - Ter baixa auto-estima; - Ficar muito parado ou agitado demais; - Pensar na morte ou em se machucar.

Existe um exame para diagnosticar o transtorno bipolar?

Não. O médico pode fazer o diagnóstico conversando com o paciente e com sua família para investigar os sintomas. O médico também pode solicitar exames para procurar outros problemas físicos que podem provocar os mesmos sintomas do transtorno bipolar.

Como tratar o transtorno bipolar?

O transtorno bipolar necessita ser tratado com medicação. O medicamento às vezes leva um tempo para começar a funcionar. Além disso, pode ser preciso algumas tentativas para encontrar o remédio certo. Os medicamentos ajudam a manter o humor estável, acalmam o paciente e melhoram a depressão. Os medicamentos às vezes causam efeitos colaterais, então o médico deve avaliá-los para encontrar a melhor opção dentre os vários medicamentos disponíveis. Quando o paciente apresenta riscos de machucar a si mesmo ou aos outros, pode ser necessária a hospitalização por um curto período de tempo para manter o paciente seguro. Além de medicamentos, a psicoterapia pode ajudar. Isso envolve o encontro com um terapeuta para falar sobre sentimentos e pensamentos. Existem diferentes tipos de psicoterapia.

Existe alguma coisa que se possa fazer para evitar grandes mudanças de humor no futuro?

Sim. Depois que os sintomas desaparecerem, o paciente provavelmente necessitará manter medicamentos todos os dias para ajudar a evitar grandes mudanças no humor. Ir para sessões de psicoterapia também pode ajudar.

E se a paciente quiser engravidar?

Se desejar engravidar, a paciente precisará conversar com seu médico. Alguns medicamentos para transtorno bipolar podem ser usados na gestação, outros não.

Como será a vida do paciente bipolar?

Muitas pessoas com transtorno bipolar são capazes de ter vidas normais com o tratamento, mas podem ter novos momentos de mania ou depressão ao longo da vida.

ESTE É APENAS UM MATERIAL INFORMATIVO. CASO IDENTIFIQUE ALGUM DESSES SINTOMAS, PROCURE AJUDA PROFISSIONAL PARA O DIAGNÓSTICO E O TRATAMENTO CORRETO. CASO ESTEJA PENSANDO EM TIRAR A PRÓPRIA VIDA OU EM SE MACHUCAR, PROCURE UM SERVIÇO DE EMERGÊNCIA MÉDICA.

#TranstornoBipolar #Bipolaridade #Depressão #Mania #Suicídio #Psiquiatra #Psiquiatria

47 visualizações0 comentário